• MARIO BASTOS

Fazer, ou fazer o melhor?


Fazer, ou fazer o melhor?

Na nossa vida, adquirimos uma série de experiências, vivencias que faz com que tenhamos a chance de aprender e evoluir.

Com esses aprendizados, temos plena condição de nos aperfeiçoarmos e assim termos uma vida melhor e mais feliz.

Traçando um paralelo, estava eu conversando com uma senhora, sobre a vida, saúde e em um determinado momento chegamos a uma conclusão, que para Deus nos ajudar precisamos fazer a nossa parte.

Pensando nisso, chego a conclusão que precisamos fazer a nossa parte para que Deus, o Universo e os outros façam a sua, pois uma das maiores leis é a da Ação e Reação.

Então uma coisa eu digo, se você tiver que fazer algo, primeiramente planeje, avalie os prós e contras, depois organize suas atitudes e só depois, execute.

Agora, fazer por fazer, realizar só para dizer para os outros que fez, “cumprir tabela” como se diz, isso não, pois ao final você se frustrará , vai sentir um vazio e às vezes até mesmo se arrepender de ter tomado tal atitude.

Diante de tudo isso, sugiro que você cada vez que tomar uma atitude, um pensamento, uma ação faça sempre o que de melhor você pode fazer naquele momento.

Fazer o melhor não é fazer bonito, fazer para os outros e sim fazer para e por você, de uma maneira que se sinta bem, feliz e completo.

Fazer o melhor é fazer com todo amor, sem esperar nada em troca, de vontade própria. Assim sentirás a felicidade e a alegria passando e tomando conta do seu corpo.


2 visualizações
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Performance Digital