• MARIO BASTOS

Quero mais, para que?


Estamos numa sociedade consumista, do descartável, aonde aquilo que não nos faz bem ou estraga, ou até mesmo não queremos mais, jogamos simplesmente fora, sem ao menos entender o porquê das coisas.

Existem também outros comportamentos que derivam deste “consumismo exagerado”, aonde compulsivamente você sai loucamente adquirindo coisas, sem a devida necessidade ou entendimento do porquê.

O importante é observar que esses comportamentos “externos”, nós trazemos para “dentro de nós”, pois por vários motivos eu, você ou qualquer um, quer coisas ou até mesmo pessoas sem realmente entender o porquê.

Querer um presente, um emprego, uma posição social enfim, sonhos e desejos, todos tem algum, mas para ter precisamos entender em primeiro lugar, se realmente precisamos daquilo, se será benéfico, se é por necessidade ou apenas por gosto.

O querer faz parte do ser humano, pois o querer positivo, benéfico é aquele que impulsiona, lhe motiva, faz com que esse querer traga muita experiência e vivencia ao ponto do amadurecimento e do autoconhecimento, pois o querer é o inicio da realização do sonho.

Quando você quiser algo que seja realmente imprescindível na sua vida, que seja de uma maneira leve e verdadeira, e saiba que realmente se não acontecer é porque não era a devida hora de acontecer.

“Querer é bom, mas fazer por querer é melhor.”


0 visualização
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Performance Digital