© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

O reconhecimento de um amor

06/09/2019

 

 

 

 

       Por alguns momentos, procure fazer uma avaliação de sua vida, e tente se lembrar quantas vezes você reconheceu o verdadeiro amor de uma pessoa para com você.

       Um amigo, um professor, um colega de trabalho, enfim, qualquer pessoa que está a sua volta, que convive com você, pode estar realizando um ato de amor, por menor que seja e você não está sendo sensível o bastante para reconhecê-lo.

       Fique atento e procure sentir o quanto és importante para as pessoas que convivem contigo, no trabalho, na sua casa, na rua, até mesmo para aquelas pessoas que não o conhecem diretamente, mas lhe cumprimentam dentro do elevador, no semáforo, pois um simples “bom dia”, “olá”, ou mesmo um sorriso, faz com que seu dia seja mais “leve”.

       Hoje por acaso você viu seu filho? Deu um beijo na pessoa amada? Ligou para seu pai para saber como ele está? São questionamentos simples, até mesmo bobos, mas se você parar para pensar na importância destes atos para a vida do seu semelhante, muita coisa pode mudar.

       Outro dia estava eu conversando com uma amiga, quando ela esticou sua mão,  pediu para que eu olhasse um papel dobrado que estava segurando,  assim eu fiz, abri o papel e o li, era um e-mail de seu filho mais velho para ela, com uma verdadeira declaração de amor. Discorreu desde a sua infância até a sua idade adulta, fatos e atos que ela tinha feito em relação a ele, infância, carinho, amor, juventude, educação e compreensão. Hoje, ele um adulto realizado, amado e principalmente feliz por reconhecer o amor que ela dispensou para ele todos esses anos de sua vida.

       Seus olhos azuis brilhavam de felicidade, uma mãe feliz, realizada por tudo que fez para seu filho durante uma vida,  assim comecei a pensar no real valor do reconhecimento a tudo que praticam em nosso favor.

       Realmente faz-se necessário reconhecer tudo o que as pessoas fazem por e para nós, mesmo que sejam coisas que num dado momento não seja sentido como boas, mas com o passar do tempo sentimos que essas coisas se transformam em verdadeiros e profundos aprendizados.

       As pessoas hoje em dia não se reconhecem a si próprias,  seria muito melhor que começassem a fazer isso o quanto antes, pois assim poderiam criar a energia do reconhecimento, assim valorizar tudo e todos que estão a sua volta.

 

“A arte do reconhecimento perante as pessoas, é o mesmo aceitar a si próprio”.

 

Mario Bastos

        

      

        

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

TELA AZUL

15/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

15/11/2019

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square