© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

As crianças, nossos mestres.

10/09/2018

 

As crianças, nossos mestres.

 

 

 


      Desde os primórdios, como por exemplo, nas escritas sagradas, está escrito mais ou menos assim: “Seja uma criança e alcance o reino dos céus”, ou você deve ter lido, “Seja puro como uma criança”.
      Agora você deve estar se perguntando: por que como uma criança?

      Porque ela é imatura, despreparada para a vida, não passou ainda por muitas dificuldades, que você já passou, e a máxima de todas elas: “Eu já fui uma criança, e eu sei como é”.
      Agora lhe pergunto: Você se lembra de quando era criança? De suas brincadeiras? Dos seus amigos de rua? Da sua turma da escola? Do primeiro beijo?
      Muito bem, acredito que aquelas pessoas que possuem uma boa memória, devem até lembrar de algumas cenas que estão fixas em suas memórias, mas será que além das imagens, das vozes, você se lembra dos seus sentimentos?
      Sim seus sentimentos, aquela dor de ter arrancado o “tampão” do dedão do pé, jogando futebol no asfalto, do “friozinho” na barriga após o primeiro “selinho” na namorada, a primeira lágrima por tê-la perdido, a alegria de você ter passado de ano na escola, ou melhor, ainda, a alegria do presente que tanto queria e o “Papai Noel” lhe trouxe.
      Com certeza você não vai lembrá-los intensamente e nem sequer senti-los, mas tudo bem, o que importa é que você saiba que eles existiram na sua vida.
      E hoje como está, este adulto que todos os dias você enxerga no espelho quando vai escovar os dentes, se pentear, ou até quando vai barbear-se?
      Renegando o passado lindo e cheio de experiências que vivemos quando crianças, ou vivendo intensamente e aprendendo na doçura e ingenuidade de uma criança a livrar-se de seus problemas atuais.
      Usando a criatividade, para fazer a diferença no mercado de trabalho e na sua vida pessoal, brincando de viver, e viver brincando.
      Acorde, o dia já raiou e sempre vai nascer, independente de sua vontade, pois então, encare isso como uma verdade absoluta e também perceba o quanto você pode explorar do seu potencial interior, basta sentir-se como uma criança.

 

“A criança não finge um sorriso, pois para ela toda e qualquer atitude é para a vida inteira”.

 

Mario Bastos.

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

CUIDADO PARA QUANDO A FICHA CAIR..

09/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square