© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

REFORMAR OU RESTAURAR?

04/02/2018

 

 

         Temos por hábito em nossas vidas, “empurrar as coisas com a barriga”, situações, atos e atitudes que deveríamos solucionar imediatamente, mas acabamos por deixar para um segundo momento sem percebera importância e complexidade que possam ter.

         Também existem situações que se parecem como se fossem um carro antigo, que precisa de manutenção e quando perguntamos quanto custam as peças originais, e quando o mecânico fala o preço, nós mais que depressa falamos que não compensa, mas pedimos para dar uma “ajeitadinha”. E é justamente sobre essa “ajeitadinha”, que quero me referir, pois traçando um paralelo com nossas vidas, infelizmente nós ao invés de restaurarmos nossas vidas, nós damos uma “reformadinha” ou “ajeitadinha”.

         Outra questão também quando falamos em reformar alguma coisa ou algo, nós temos a nítida impressão de que vamos fazer um remendo, de repente aproveitar uma parte de alguma coisa e enxertar com outra, enfim, uma verdadeira “colcha de retalhos”.

         Restaurar na essência é fazer tudo novamente, procurando ter a devida visão do novo, ou do renovo, onde nada do que foi anteriormente será agora. Pensando em restaurar, nos reportamos àqueles restauradores de obras de arte, onde o mesmo com toda sua expertise e cuidado, e principalmente com amor e paciência, restaura aquela peça, e é assim que você deve tratar sua vida, com amor e paciência, pois restaurar é praticamente sair do “zero” e restaurar a sua vida toda.

 

“Restaurar a vida é amar a si mesmo, para ser uma pessoa melhor.”

 

MARIO BASTOS

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

TELA AZUL

15/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

15/11/2019

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square