© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

Prefeitura melhora a proposta para evitar retomada de greve

19/07/2017

 

Mesmo não sendo parte direta na negociação com o sindicato dos motoristas, com o objetivo de evitar a retomada da greve no transporte coletivo em Sorocaba, a Prefeitura melhorou a proposta de reajuste, nesta terça-feira (18), com o apoio das empresas do setor.

 

A nova oferta prevê o repasse da inflação do período mais meio por cento, o que o totalizou 4%, retroativo a maio; além de R$ 1 a mais no vale refeição, a partir de novembro, que subiria a R$ 21; e antecipação de 1,57% de aumento real, a partir do repasse de verba da Câmara.

 

A melhoria em relação à proposta feita pelo Tribunal Regional do Trabalho em Campinas foi a antecipação do ganho real. O TRT havia proposto de discutir o aumento de 1,57% apenas no dia 9 de agosto. Mesmo assim, sem a certeza de que ele fosse concedido. “Propusemos ganho real como antecipação, porque os vereadores só vão liberar parte do orçamento que não será usada apenas desta vez”, disse o secretário de Mobilidade e Acessibilidade, Wilson Unterkircher Filho, que também preside a Urbes, gestora do sistema de transporte.

 

De acordo com o secretário, a concessão direta do aumento real ampliaria os custos, porque os valores seriam incorporados ao salário. “A Câmara não poderá liberar os recursos para o ano que vem já neste ano, uma vez que isto não é legalmente permitido”, disse.

 

Os cálculos dos técnicos da Urbes são de que o reajuste real, mesmo pago como antecipação, ou seja, terão de ser descontados na negociação do reajuste na data-base do próximo ano, chegue a R$ 986.001,00, valor este que deverá ser repassado pela Câmara.

 

Apesar da melhora na proposta e da ajuda dos vereadores, embora a Mesa Diretora do Legislativo não tenha enviado por escrito nenhuma definição sobre valor e data de repasse, os representantes do sindicato dos motoristas, presentes à reunião na Prefeitura, recusaram a oferta.

 

Sendo assim, é provável que a categoria retome a greve a partir da zero hora de quarta para quinta-feira e volte a prejudicar 120 mil usuários/dia, como aconteceu até a semana passada, quando o movimento de paralisação foi suspenso após 14 dias de duração.

 

 

 

 

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias - Eloy de Oliveira

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

TELA AZUL

15/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

15/11/2019

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square