© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

Sou visto, logo existo

19/03/2015

Nos bancos de escola, ouvimos que o filósofo René Descartes falava: “Penso logo, existo” trata-se de um pensamento profundo que poderíamos ficar por folhas e folhas discorrendo sobre isso, mas na realidade não é nosso foco.
Estava numa aula do meu mestrado, quando durante o decorrer da mesma, estudando sobre um assunto, a professora doutora colocou um slide onde estava escrito: “Sou visto, logo existo”, que um jornalista teria dito durante um documentário, e aí comecei a pensar naquilo, deixei até mesmo a aula “meio de lado” e comecei a pensar nisso, naquela frase que o jornalista proferiu.
Ser visto, aparecer, estar presente, participar entre outras situações que faz de você um ser que além de visto tem que de alguma maneira marcar sua presença durante a sua jornada nessa vida. E pensando nisso gostaria que você começasse a pensar se realmente já fez algo, para poder dizer que realmente você deixou um legado, aonde seus familiares, seus amigos e até mesmo pessoas que não o conhecem passem a falar de você, mas pense, será que falarão de você, bem com satisfação, ou mau.
Partindo do princípio que para toda atitude sua, terá uma consequência, e como diz a lei da física, para toda ação, teremos uma reação, começamos a pensar como devemos agir, falar e atuar com o próximo, pois somos a todos os momentos observados por uma ou várias pessoas , mesmo que você não perceba, saiba que alguém de alguma forma, está reparando como você, fala, age e até mesmo se comporta diante de certas situações.
Essas observações são rotineiras por parte das pessoas, pois além de observar, elas também pré conceituam suas ações, normalmente com um critério negativo, pois em nossa cultura fomos criados a sempre partir do negativo para o positivo, mas dificilmente conseguimos chegar ao positivo, utilizamos mais o negativo.
Esse hábito cultural do negativismo nos persegue, está presente fortemente em nossas vidas, mas a partir do momento que nos conscientizamos, essas amarras do negativismo começam a se afrouxar e com um trabalho obstinado você conseguirá mandar para longe essa postura tão arraigada de sua vida.
Então procure ser visto daqui para frente de uma maneira que faça com que você energize positivamente suas atitudes e ações para que assim possas ser reconhecido como uma pessoa boa agradável e que deixará bons legados para seus descendentes.

“A vida está aí para ser vivida, escolha de que forma queres viver.”
MARIO BASTOS

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

TELA AZUL

15/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

15/11/2019

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square