© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

Seja consciente

19/03/2015

Consciência, conforme o dicionário: “sentimento ou percepção do que se passa em nós; voz secreta da alma; sinceridade; etc.”, entre outras definições, mas vamos trabalhar este vocábulo de uma forma diferente.

Vamos falar do nosso dia a dia, aonde uma série de coisas e fatos acontecem conosco e nós não damos o devido valor a eles, pois não nos conscientizamos o quanto eles são importantes para nós.

Fatos, frases, comportamentos das pessoas a nossa volta, como os nossos também, que nem sentimos mais, porque se tornaram automáticos, isso vai como que nos “engessando” com o passar dos tempos, até que um dia nos tornamos completamente insensíveis.

Será que precisamos chegar a esse ponto para revermos nossas vidas? Será necessário sofremos, chegando ao fundo do poço, sentir a friagem da lama em nossos pés para acordarmos e sentir que precisamos mudar?

Chega de sentirmos que somos o último dos homens, chega de perguntar a nós mesmos: “O que foi que eu fiz para estar passando por isso?”, “Meu Deus, me ajude!”, pensamentos e frases normais, que pelo menos uma vez na vida já proferimos.

Então é necessário, não ouvir a “voz de nossa consciência”, mas sim a conscientização de nós mesmos, conhecendo e respeitando nossos limites. Termos a nossa mão os nossos potenciais, sentirmos que é necessário melhorarmos nossas deficiências e principalmente termos sempre dentro de nós a humildade suficiente em querer sempre estar pronto para agradecer a cada aprendizado realizado em nossas vidas.

Atualmente nos é vedado termos estes tipos de reações, culpando sempre alguém ou algo ou então a falta de tempo, a correria do dia a dia, ou até mesmo a natureza.

Enfim, procure sempre diferenciar a sua consciência, da sua conscientização, pois a consciência está sempre presente em nossas vidas para nos recriminar, punir, penalizar, e a nossa conscientização para sedimentar dentro de nós, exemplos de vida positivos, comportamentos dignos e principalmente o amor que necessitamos de ter a nós e ao nosso próximo.

“Dê férias a sua consciência, e deixe seu amor dirigir sua vida”.
Mario Bastos

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

CUIDADO PARA QUANDO A FICHA CAIR..

09/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square