© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

O inesperado

19/03/2015

Nossa vida é cheia de situações, altos e baixos, sorrisos e lágrimas, mas muito aprendizado, os quais nos nortearão para sempre.
Na vida também acabamos conhecendo muitas pessoas, pessoas essas que às vezes passam muito rápido, outras permanecem ao nosso lado o resto de nossas vidas, mas o mais importante é entender o que cada uma dessas pessoas representa naqueles momentos que compartilharam conosco. O importante é o legado que construiremos com essas pessoas, verdadeiras lições de vida, para que nossos filhos e netos se lembrem de nós como pessoas que passaram nessa terra e deixaram suas marcas.
Existem momentos em nossas vidas que procuramos planejar, como por exemplo, uma viagem, a compra de um apartamento, enfim existem pessoas que procuram planejar tudo, toda a sua vida de uma maneira previsível e segura, onde qualquer passo estaria calculado e assim a pessoa teria a vida toda em suas mãos.
Acredito que tudo na vida vale à pena, pois aprendemos como fazer, ou como não fazer, mas também temos a convicção que para qualquer atitude que tomarmos, existirão vantagens e desvantagens, mesmo planejando, calculando, procurando errar o menos possível.
Agora vamos imaginar, se toda a nossa vida fosse totalmente planejada, calculada, ao ponto de termos ela traçada passo a passo, isso seria bom? Claro que para alguns seria bom, para outros se questionarão até aonde vale à pena ter um tipo de vida assim tão previsível, tão “sem emoções”, até mesmo sem graça.
A emoção é o tempero que faz a diferença em nossas vidas, a alegria, euforia, felicidade, tristeza, introspecção, que acrescentam também muito em nossas vidas e nos fazem amadurecer e evoluir em busca do nosso autoconhecimento.
Imagine você travar conhecimento com o desconhecido, com o novo, uma oportunidade que lhe abre, para você poder aumentar seus conhecimentos, aprendizados e sentir a sensação de vitória. Viver o inesperado, como o pedido de casamento, a proposta de emprego, a promoção, a notícia de gravidez, situações que tiram seus pés do chão, que fazem você sorrir do nada.
A vida sem o inesperado é comer uma bela feijoada sem sal, uma pizza sem azeite, realmente tem quem goste, até alimenta, mas não traz lembranças nem boas, nem ruins, apenas fica a lembrança que me alimentei, mas o que foi digerido? Resposta: “Nem sei”. O inesperado é o que a vida nos proporciona para que possamos crescer e viver nossa vida intensamente, de uma maneira única e recheada de muito aprendizado.

“Inesperado é viver sem esperar que ele aconteça”.
MARIO BASTOS

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

TELA AZUL

15/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

15/11/2019

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square