© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

Sentado olhando para mim

18/03/2015

De manhã, tempo nublado, temperatura amena, uma leve brisa e eu sentado numa varanda, ouvindo pássaros cantar, pessoas andando para lá e pra cá, uma manhã de verão.
Começo a pensar e repensar na minha vida, tudo que vivi e vivenciei na minha vida até hoje, minhas conquistas, minhas derrotas (aprendizados), os sorrisos e a lágrimas que eu propiciei a mim e as pessoas, que convivem e conviviam comigo.
Amizades e inimizades que eu criei, lealdade e fidelidade que fiz nascer e crescer dentro das pessoas, as quais de uma maneira ou de outra fizeram parte da minha vida, me ensinaram muito, como fazer ou como não fazer, mas a todos só tenho a agradecer.
Amei, amo e ainda vou amar, mas sabendo valorizar a cada momento e cada pessoa, que encontrar nessa vida afora.
Sentir a vida da melhor maneira possível, pois temos direito de escolher que caminho trilhar, deixar de teimar com o ritmo da vida, pois ela tem plena certeza de qual velocidade imprimir, sorrir mais do que hoje e menos que amanhã, pois sorrir é melhor do que chorar.
Agradecer a tudo que acontecer durante a vida, pois o agradecimento é uma maneira de realçar as pessoas e as situações que passam por nós durante nossas vidas.
Olhando para mim, sinto que as marcas de expressão aumentaram, os cabelos grisalhos se tornaram mais constantes em minha cabeça, que hoje tenho mais paciência que outrora e que tenho muito mais ¨estórias¨ para contar do que antigamente.

“Viver é sentir que podemos voar sem sair do chão”.

Mario Bastos
 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

CUIDADO PARA QUANDO A FICHA CAIR..

09/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square