© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Assessoria Digital

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

Saia Daí!

18/03/2015


Durante nossa vida, nós seres humanos vivenciamos várias situações e experiências, mas costumamos lembrar apenas aquelas que nos trazem boas recordações e saudades.
Pense que também que as situações mais amargas e mais difíceis são carreadas de experiências e aprendizados muito importantes que nos servem de lições de vida.
Destas situações costumamos nos afastar e procurar dentro de nós a auto piedade, o conformismo e principalmente nossa “zona de conforto”, sim aquela que não precisa ser a melhor, mas é a mais cômoda para nós, aquela que é aceita como a verdade absoluta, e que não conseguimos enxergar outra, pois essa nos vale e muito.
Cada um de nós possui essa “zona de conforto”, aonde deixamos lá, nosso ego, nossas frustrações, as nossas desculpas, para justificar nosso jeito de ser, nossas atitudes e principalmente a nossa síndrome de Gabriela, sim aquela personagem antiga da novela de Jorge Amado, e que música da trilha sonora dizia o seguinte: “Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim, Gabriela”. Enfim, existem pessoas que durante anos, até décadas acreditam que são absolutas, que não precisam se aperfeiçoar, crescer com a convivência com outras pessoas, sentir que a vida é um eterno aprendizado, e o maior aprendizado adquirimos com as pessoas que estão a nossa volta.
Mas, quando estamos “enfurnados” em nossa “zona de conforto”, não conseguimos, e até às vezes não queremos enxergar as tendências de mudança e adaptação que passam por nós, efetivamente nos provando que é necessário buscar novas posturas e comportamentos diante do nosso próximo, e que para ser feliz é necessário crescer com quem se efetivamente ama.
Se porventura, algumas pessoas se encontram neste estado de espírito, conscientizem-se que o necessário para ser feliz é sair deste “pseudo” conforto e acreditar que é possível sem se agredir, ser feliz com o seu próximo, em qualquer situação e assim sentir o verdadeiro e sincero gosto pela vida. Utilize aquele amor que você sente dentro do seu coração e faça com que ele seja a válvula propulsora para te levar à situação de plenitude do amor perfeito.

Então, começa a despertar para isso, acredite que é possível.

"A verdade só aparece quando você desperta para o desafio,
que é viver e ser feliz"

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Please reload

Destaques
Posts Em Destaque

TELA AZUL

15/11/2019

1/6
Please reload

Artigos Recentes

15/11/2019

19/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Twitter Basic Square