• Mario Bastos

Conversando


Essa semana que passou, estive conversando com uma pessoa que é boa, de bons princípios, mas conversando comigo me falou da sua vida corrida e louca.

Super profissional, provém tudo para seus filhos e família, mas senti uma ponta de tristeza, pois reclamava que não tem tempo, e analisando nossa conversa, coloquei meu ponto de vista.

De que adianta prover uma série de coisas, se não consegue ir na reunião de pais do filho, não consegue sair com seus filhos, sentar num local qualquer e tomar um sorvete, coisas desse tipo.

Melhor do que prover riqueza, contas pagas, luxo, acredito que o ser humano prefere, boas lembranças dos seus pais como beijos, agarrões aqueles que nós filhos ficamos até com vergonha, mas depois de adultos era o que mais queríamos receber deles hoje.

“Dinheiro não é nada perto de um abraço e um beijo.”
MARIO BASTOS


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo