• MARIO BASTOS

Não olhe, mas sinta


Desde que nascemos, possuímos vários sentidos, mas gostaria de abordar um, que julgo seja muito importante: a visão. Pois é através dela que registramos as imagens mais fantásticas e as mais importantes que vamos carregar em nossas mentes para o resto de nossas vidas. Podemos observar que algumas pessoas nascem sem ou até mesmo perdem a visão e com isso, verificamos que existem pessoas às quais “rotulamos” de deficientes visuais, mas ao ter contato com essas pessoas, sentimos através da sua voz e dos seus gestos, o quanto eles enxergam, pois eles utilizam além do tato, que é comum nessas pessoas, se utilizam também dessa deficiência para enxergarem com os olhos do coração. Os olhos do coração, nada mais são do que a nossa sensibilidade para estarmos atentos a tudo o que acontece a nossa volta. Agora te pergunto: “Será que você está atento a tudo que acontece a sua volta? Será que você está sentindo o tempo passar?”. Nós seres humanos, temos como hábito reparar muito na vida do nosso semelhante, o que está fazendo, como está vestido, a que horas ele chega em casa, se ele está indo bem na sua vida ou não e com todo esse esforço, você acaba se desgastando e não tendo tempo e nem “saúde” para se preocupar com si próprio. Partindo desse princípio, comece a refletir sobre a importância de começar, a olhar dentro de si mesmo, não com olhos críticos, mas sim com os olhos do coração, pois eles possuem o amor, a compreensão e o poder da transformação. Sim, transformar você, numa pessoa mais sensível a tudo e a todos, principalmente em você mesmo, pois você é uma pessoa que necessita carregar dentro de si, muito amor, amor que é energia vital para chegar ao sucesso, profissional e pessoal. “O olhar do coração é transformador, então, utilize-o”. MARIO BASTOS


2 visualizações
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Avenida Rudolf Dafferner, 400 - Praça Maior - Boa Vista - Sorocaba/SP

© Mario Bastos - Desenvolvido por Infoqplan Performance Digital